Diz a minha amiga montenegrina que deus estava escolhendo que presentes ele ia dar para cada país. Ele colocou tudo em um saquinho, e tirava algo quando chegava a hora. Em um país, ele tirava florestas, e o país tinha matas enormes, com todos os tipos de animais. Em outro, ele tirava o mar, e o país tinha uma costa linda. Em outro, tirava as montanhas, e o país tinha picos altíssimos, cobertos de neve. Quando deus chegou em Montenegro, ele deixou o saquinho cair, e por isso Montenegro tem florestas, mar, montanhas, lagos…

E convenhamos, realmente é muita coisa para um país que tem metade do tamanho de Sergipe só é um Estado independente desde 2008. Antes disso ele era parte da Sérvia e Montenegro, e antes da Iugoslávia (então é só uma esticadinha para quem quiser conhecer a Croácia, a Bósnia ou outros países da região).

Então, um pouco sobre o país e seus contrastes:

 

Podgorica

podgorica montenegro igreja ortodoxa
Igreja ortodoxa de Hristovog Vaskrsenja. Dizem que um dos afrescos dentro foi feito para representar Marx e Tito no inferno.

A capital de Montenegro não entra no radar da maioria dos turistas. Realmente não é, pela maior parte, uma cidade turística, com blocos de apartamentos em estilo soviético. Mas é uma cidade interessante para conhecer a cultura local, com muitos espetáculos de graça no verão e comida baratíssima. Eu paguei 0,35 centavos por uma omelete de presunto cru, 3 euros por pratos típicos e 1,30 por um táxi para a rodoviária.

Clique aqui para descobrir por que eu acho que a capital vale a pena.

 

Ulcinj

Panorama, crédito wikipedia commons
Panorama, crédito wikipedia commons
ulcinj cidade albanesa montenegro
Cidade velha de Ulcinj

Se você quiser ter um gostinho da Albânia sem atravessar a fronteira, é só ir a Ulcinj. A maioria da população é albanesa. Ulcinj é conhecida pelas mesquitas e pelas praias de areia (a maioria das praias do Adriático é de pedra).

Clique aqui para ler sobre como Ulcinj me conquistou depois de uma má impressão no início.

Lago Skadar

Crédito: wikipedia commons
Crédito: wikipedia commons

Entre Montenegro e a Albânia, o lago Skadar é o maior lago dos Bálcãs. Uma área de 400 quilômetros do lado montenegrino fica em uma reserva protegida.

 

Durmitor

montenegro parque durmitor
Lago Negro em Durmitor

Durmitor é o nome de um parque e um maciço em Montenegro.

Uma boa cidade para usar como entrada para conhecer Durmitor é Žabljak.

Parte dele é o Canyon de Tara, o canyon mais profundo da Europa e o segundo mais profundo do mundo, depois do Grand Canyon. A quantidade de cachoeiras faz com que o lugar seja conhecido como Colorado de Montenegro. Também é super famoso pelo rafting.

Clique aqui para saber mais sobre meu passeio em Žabljak e no Lago Negro.

Bar

Bar é mais conhecida como entrada para o país por quem vem de ferry da Itália, mas também tem uma área arqueológica enorme conhecida como Velha Bar.

Sutomore

Outro ditado da minha amiga montenegrina “Quem tem dinheiro vai ao mar (more), quem não tem, vai a Sutomore”. Para brasileiros, pode parecer que não tem nada de especial em um lugar conhecido pelas praias de areia baratas, mas nessa parte do mundo, é um achado. Para quem tiver mochilando há um tempo e quiser um dia relaxado, é ideal.

Ostrog

monasterio-de-cima-2-ostrog

Monastério ortodoxo esculpido em uma rocha. Fica a cerca de uma hora de trem de Podgorica (a passagem custa 90 centavos para estudantes). É um dos monastérios mais visitados dos Bálcãs, e ver os afrescos feitos diretamente na pedra com certeza mostra o motivo.

Leia aqui o meu relato sobre a minha peregrinação acidental ao monastério de Ostrog.

 

Lovćen

Crédito: wikipedia commons
Crédito: wikipedia commons
Crédito: wikipedia commons
Crédito: wikipedia commons

Cadeia de montanhas que são o centro físico e espiritual de Montenegro. O ponto mais famoso é o Mausoléu de Njegoš.

A capital histórica de Montenegro, Cetinje, fica lá, e é conhecida pelos edifícios históricos preservados.

Budva

Sveti Stefan Montenegro
Crédito: wikipedia commons

Recentemente, o governo de Montenegro resolveu concentrar os investimentos no turismo de luxo, e em nenhum lugar isso se vê como em Budva. A cidade velha é linda, mas o cartão postal da cidade, a ilha de Sveti Stefan, virou um resort e apenas hóspedes podem entrar.

Por esse motivo, e porque ela acha que Budva virou um lugar só para turistas estrangeiros, onde quem ganha um salário em Montenegro não consegue comprar nem uma água e dominado pela especulação imobiliária russa, minha amiga de lá não quis ir. Como fomos em várias partes do país, nem senti falta, mas se alguém foi, conta nos comentários o que achou.

 

Baía de Kotor

Kotor viagem lonely planet Montenegro
Kotor, em Montenegro
ilha igreja Montenegro Croácia viagem
Perast, em Montenegro

A Baía de Kotor é uma verdadeira jóia. Praia, montanhas cênicas, cidadezinha veneziana, esse lugar tem tudo.Muita gente vê Kotor como day-trip de Dubrovnik, mas a região merece mais do que algumas horas.

Quer saber mais sobre Kotor e porque ela foi votada a melhor cidade para visitar em 2016? Clique aqui.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

8 comentários

  1. Olá, tudo bom? Achei seu blog no seu perfil do Mochileiros! Ótimos posts! Vou ter que concordar com você, é coisa demais em um país que tem o tamanho de meio Sergipe! Continua assim!

    Curtir

  2. Oi novamente, Julia!

    Sério que essas fotos maravilhosas foram tiradas com celular? Gente, eu poderia jurar que você tinha uma câmera profissional potente aí!!

    Vi seu post a respeito de Kotor e confesso que fiquei com ainda mais vontade de visitar a cidade. O difícil, agora, está sendo conciliar quantidade de dias de estadia x orçamento, rs!

    Seu blog é muito apaixonante!

    Curtir

    1. Olá!
      Quem dera, eu bem que queria ter uma câmera boa. Mas to juntando dinheiro, quem sabe em breve?
      Kotor vale a pena demais, vai mesmo que é linda. Eu fui para Montenegro, Bósnia, Croácia e Eslovênia e o único lugar que acabou com meu orçamento de mochileira foi Dubrovnik. Montenegro achei super barato (mas para ser justa eu fiquei na casa de uma amiga). Você ta planejando ir aonde?
      Muito obrigada, que bom que você ta gostando ; )

      Curtir

      1. Oi de novo!

        Então, eu pretendo ir nesses quatro países que você citou, além da Áustria, Hungria, Grécia e, se a situação do terrorismo amansar, Egito e Turquia também. Na verdade, tô só dando um tempinho pra ver como as coisas andam, e em janeiro decido se faço cortes no meu roteiro ou não. Espero muito que ele continue intacto, pois meu sonho de anos é conhecer Egito e Grécia (os outros países eu fui agregando aos poucos, hehehe).

        Tô lendo pouco a pouco os posts com respeito aos países que vou conhecer, e é muito bom saber que dá pra manter um orçamento mochileiro legal na minha viagem, que será longa e cheia de cidades diferentes pra conhecer!

        Curtir

        1. Oi, Catarina.
          Já fui na Áustria e na Hungria, e vou para a Turquia em dezembro. A situação na Turquia agora não me parece complicada o bastante para cancelar uma viagem. Sinceramente, aqui na Itália o povo ta mais apreensivo em ir para Paris ou Bruxelas. Transporte pode ser complicado entre Áustria, Hungria, Eslovênia e Croácia, então reserve mais tempo do que você reservaria normalmente. Meu ônibus de Zagreb para Trieste ficou parado na fronteira com a Eslovênia por três horas.
          Os países mais caros entre os que eu visitei foram Croácia e Áustria, mas ainda consegui manter o orçamento na maioria dos dias. Aliás, vai sair esses dias um post sobre uma cidade que eu visitei na Áustria, Hallstatt.
          Muito legal a sua viagem. Tenho certeza que você vai curtir demais.

          Curtir

  3. Olá! Tudo bem contigo?

    Por um acaso encontrei seu blog no Google, enquanto procurava informações a respeito de algumas cidades que pretendo conhecer em breve (Kotor é uma delas!) e, se você não se importar, queria muito saber que câmera você usou pra tirar essas fotos. Elas ficaram absolutamente lindas!

    Estou procurando uma câmera pra comprar, e gosto de receber opiniões, já que não sou a pessoa mais entendida do assunto.

    Um abraço e continue com os posts, estou amando!

    Curtir

    1. Oi, Catarina, tudo bom?

      Que legal que você ta planejando uma viagem para os Bálcãs. Também fiz um post só sobre Kotor, não sei se você viu.

      Também to pensando em comprar uma câmera, mas por enquanto to usando meu celular mesmo. Todas as fotos aqui do blog foram tiradas com meu nexus 5 (é o celular do google, o modelo do ano passado).

      Valeu pelo comentário, que bom que você ta curtindo os posts!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s