A Cappella Sansevero fica no centro histórico de Nápoles, e é famosa por conter obras de arte importantes do século XVIII. Ela já era um lugar famoso para visitar séculos atrás, e recebeu gente como Mozart e o Marquês de Sade.

A Cappella ganhou sua forma definitiva sob o príncipe de Sansevero, Raimondo di Sangro, que também incluiu vários símbolos maçônicos na reconstrução da capela. Ele também incluiu uma passagem secreta que a ligava a seu próprio palácio. Como os maçons são uma das fontes principais de teorias da conspiração no mundo ocidental, é claro que ela desperta muita curiosidade.

cappella

Raimondo di Sangro era um alquimista, maçom, inventor, soldado e escritor. Muitas lendas sobre ele circulavam na época: que ele era capaz de criar sangue do nada, que ele matava pessoas para usar seu sangue e ossos em experimentos. As pessoas diziam que a Cappella era na verdade um templo dedicado a Ísis, e que o príncipe pertencia a sociedades secretas. Como eu disse, teorias de conspiração. O palácio do príncipe tinha sido lugar de um homicidio brutal alguns séculos antes, e isso só contrubuía para lhe dar um caráter sinistro.

raimundo di sangro

Raimundo di Sangro mandou preparar os dois modelos anatômicos que a gente pode ver hoje na Cappella. Eles são artificiais, segundo as pesquisas mais recentes, mas o povo da época acreditava que ele mandou injetar uma substância nas veias de um servo e de sua esposa grávida e conseguiu preservá-los assim. O bebê, visível no ventre do modelo feminino, foi roubado há alguns anos. Muito da vida de Sangro permaneceu um mistério porque seus descendentes, com medo de serem excomungados, destruíram seus papéis e seu laboratório.

O chão da Cappella também seria idéia dele, com seu padrão de labirinto, e também é um símbolo maçônico.

pavimento

A Cappella também é muito famosa pelas obras de arte barrocas, a maioria das quais foram encomendadas pelo príncipe.

Cristo velato – Giuseppe Sanmartino

Estátua de Jesus com um lençol que o cobre de forma que todos os seus traços ainda sejam visíveis, incluindo as marcas do martírio. É absolutamente incrível de ver o quanto a estátua é realista, e o talento do escultor em fazer mármore parecer um véu encostando de leve na pele.

Pudizia – Antonio Corradini

Outra estátua coberta por um véu, essa representa a mãe do príncipe Raimundo, que morreu um ano depois que ele nasceu. Vários elementos fazem referência à Bíblia, mas também à deusa egípcia Ísis, não ajudando a reputação da capela.

Disinganno – Queirolo

Essa estátua, conhecida como Desengano, foi feita por Queirolo, ou seja, um cara que consegue fazer redes de mármore. A estátua representa um homem que se liberta de uma rede, que representa o pecado que o oprime. A estátua era apontada pelo príncipe como símbolo da fragilidade humana, pois não é possível ter grandes virtudes sem vícios. Também parece ser uma referência aos rituais de iniciação dos maçons.

A Cappella Sansevero fica no centro histórico de Nápoles, e fica aberta das 9:30 às 18 horas de segunda a sábado, e das 9:30 às 14 horas aos domingos. A entrada custa 7 euros.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s