“Você é doida de ir sozinha para a Turquia?”

“Turquia não é lugar de mulher viajar sozinha, você devia repensar isso”.

“Você não tem medo de terrorismo?”

“Você devia contratar um tour com uma agência, para que ficar correndo risco à toa.”

“Você devia cancelar a viagem, não é hora de ir lá”.

Essas foram algumas das coisas que eu ouvi quando contei para as pessoas que ia sozinha para a Turquia. O fato de que logo depois o governo turco derrubou um avião russo tornou tudo pior. Filmes e noticiários pintam o Oriente Médio como uma bomba-relógio, e um lugar onde as mulheres são oprimidas. E o fato que a Turquia tecnicamente nem é Oriente Médio não ajuda.

Porque todo mundo acha que a Turquia é perigosa? Porque tem fronteiras com o Irã e a Síria? Ou só porque a população lá é majoritariamente muçulmana?

IMG_20151224_112922
Natal branco em Göreme

O medo fica maior cada vez que você lê sobre algo terrível que aconteceu com uma mulher viajando sozinha. E não adianta fingir que não acontece. Mas a verdade nua e crua é que não tem gente em todas as esquinas procurando turistas para sequestrar. Pelo contrário. Vários estudos mostram que mais de 70% das vítimas de estupro conheciam o agressor (e isso é um dos fatores pelos quais a maioria das vítimas não denuncia). E 50% dos homicídios contra mulheres são cometidos por familiares.

Eu costumo brincar que viajando é onde eu estou mais segura, porque eu não conheço ninguém. Mas, sem brincadeiras, a estatística prova que o velho preconceito do “se estivesse em casa estudando / na igreja rezando isso não teria acontecido” não tem nem um pingo de verdade.

Em casa, eu não estaria mais segura. Eu só teria deixado de ter algumas das experiências mais incríveis da minha vida.

IMG_20151223_104519
Em Pamukkale

Istambul é amplamente considerada uma cidade segura. O povo turco é acolhedor e não hesita em sair do próprio caminho para te ajudar.  Batedores de carteira existem, como em qualquer grande cidade, mas o crime violento é raro. A taxa de homicídio por número de habitantes lá é menor que em muitas cidades da Europa Ocidental.

Em Istambul você vai ver mulheres usando véu, mas também vai ver mulheres usando mini-saias, então nem precisa se preocupar em se vestir de forma conservadora. O estado tem um compromisso forte com o secularismo. Burcas, aliás, são proibidas por lei. Nas cidades de praia no verão, você vai ver gente de short e camiseta, igual no Brasil. Se vestir de forma um pouco mais conservadora, evitando decotes e saias curtas, é considerado respeitoso em lugares menos turísticos, mas não é imposto. Necessidade de se cobrir e colocar véu, só para entrar em mesquitas.

Álcool é fácil de encontrar, como você pode ver facilmente pelo número de bares perto da rua Istiklal. A Turquia tem muitos problemas, como as restrições à liberdade imprensa, mas nada que torne perigoso viajar para lá.

IMG_20151220_121613.jpg

Eu fui em outras cidades: Selçuk para explorar as ruínas de Éfeso, Pamukkale para visitar as piscinas naturais e a cidade romana, e Göreme, como base na Capadócia e para fazer o passeio de balão. Eu me senti super segura em todas elas, como todas as viajantes que conheci lá. Apesar de Göreme estar a apenas 600 km de Kobane, a cidade síria que ficou famosa ao ser sitiada pelo Estado Islâmico, é um lugar muito turístico e nem se percebe a proximidade.

Em viagens interurbanas de ônibus, uma mulher sozinha sempre é sentada ao lado de outra mulher (no meu bilhete, em cima, você pode ver a palavra bayan, que significa mulher). Os ônibus eram extremamente confortáveis, com wifi, tv em todas as poltronas, chá e doces sendo servidos. Em quase todos os ônibus, o atendente falava um pouco de inglês, quando não, ele achava algum passageiro que falasse e mandava que ele ou ela traduzisse.

Como viajantes geralmente querem ir de cidades pequenas para outras cidades pequenas, muitas vezes é impossível conseguir uma jornada direta e você tem que trocar para uma van (não importa quantas vezes te digam que a jornada é direta). Istambul tem várias rodoviárias, mas quase todas as companhias disponibilizam shuttles incluídos que te levam para Taksim.

Esse é o momento em que na maioria dos blogs as pessoas dão algumas dicas de como viajar sozinha com segurança, coisas como ouça os locais e preste atenção no seu copo, mas, sinceramente, eu acho isso condescendente. Se você é uma mulher adulta, morando no Brasil, você já faz tudo isso há um bom tempo. Quer um conselho de verdade? Confie nos seus instintos. Não fique em um lugar que te deixa desconfortável para evitar um gasto ou para ser educada. Não duvide de si mesma, pensando que você tá vendo coisa onde não tem. Pode ser, mas é melhor não ficar para descobrir.

E vai viajar. Vai para a rua. Porque lugar de mulher é onde ela quiser.

IMG_20151227_125818.jpg

Quer saber como foi? Leia aqui todos os posts sobre a Turquia.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

22 comentários

  1. Olá tudo bem ?? Estou indo para Turquia sozinha tbm hehe …. vou ficar 2 dias em Istambul depois vou para Antalya … recomenda que eu vá de ônibus ou melhor ir de avião mesmo ??? O que dá pra fazer em dois dias em Istambul ??

    Curtir

    1. Olá, tudo bom e com você? Você pode ir de ônibus ou de avião, se comprados com antecedência, o preço não é muito diferente. Tudo depende do que encaixa melhor no seu planejamento, qual você prefere…
      Dois dias não é muito, dá para você ir nos lugares mais famosos como Hagia Sophia, Mesquita Azul, Grand Bazaar, Cisterna da Basílica. Como é pouco tempo, eu ficaria hospedada perto desses lugares, que são todos próximos em Sultanahmed.
      Espero que isso te ajude um pouco, qualquer coisa, é só perguntar

      Curtir

  2. Oi Julia, tá boa?
    Então, estou indo para a Turquia a passeio, mais precisamente Istanbul, saio de Paris diretamente para lá. Passarei 2 dias em Istanbul e gostaria de conhecer a Capadocia mas não encontrei nenhum site que detalhasse como fica o translado, apenas vi que não se chega na Capadocia e sim em uma cidade perto. Vc poderia me dar um help de quanto tempo dura a viagem, valores de ticket, se é onibus ou avião, etc. Serei uma Guria solo na Turquia!! bjao e adorei o blog

    Curtir

    1. Oi, Bruna, tudo bom?
      Que bom que você ta indo, é um país incrível.
      Mas antes de tudo vou te falar, Istambul merece mais do que 2 dias. Você vai passar mais tempo na volta? Senão, pode ficar muito cansativo, porque as distâncias são grandes.
      A Capadócia é uma região, então você pode chegar em várias cidades de lá. Eu fiquei em Göreme, e achei que foi uma ótima base! Tem um aeroporto em Nevsehir, e é a melhor opção se você quer ir de avião. Você pode continuar de ônibus para outras cidades. Não cheguei a olhar porque fui meio de última hora, mas aviões internos são baratos se comprados com antecedência.
      Eu fui de ônibus noturno de Pamukkale e voltei para Istambul, existem tanto ônibus diretos quanto ônibus que param em Nevsehir. Achei bem conveniente! São em torno de 12 horas e a maioria das empresas inclui uma van que te leva até o centro de Istambul. Também achei muito seguro.
      Paguei 70 liras pela Metro, que é uma empresa com boa reputação. Comprei cada passagem com 1 ou 2 dias de antecedência, e não precisou de mais que isso, mas era baixa temporada.
      Que bom que você ta gostando! Qualquer coisa, pode perguntar e espero que você curta os outros posts sobre a Turquia!

      Curtir

    1. Oi, Márcia, tudo bom? Conheci muitos estrangeiros trabalhando nos próprios hostels e um casal que tava fazendo rtw que trabalhou em uma vinícola, o que eles conseguiram no work away. Não sei te dizer mais, talvez valha a pena entrar em contato com a embaixada. Abraços

      Curtir

    1. Oi, Carol, boa pergunta. Sei que a situação na Turquia tem piorado, mas até onde eu li, não para turistas. É triste, mas frequentemente estamos em uma posição mais protegida do que os locais, e parece que é isso que tá acontecendo por lá.

      Curtir

  3. Olá, bom dia. Eu gostaria de saber como são os homens de la. Eu conheço algumas pessoas que são muito sérias. Como seria um namorado turco? Você sabe? Obrigada.

    Curtir

  4. Oi Lorena! Inspirador!
    Estou indo para Istambul e todo mundo acha que sou louca e que vou morrer por ataque terrorista! Mas isso nao me fez mudar de ideia!!
    Obrigada pelas dicas!

    Curtir

    1. Ei, meu nome é Júlia ; )
      Muito obrigada pelo comentário, vai mesmo. Todo país tem seus riscos, mas ainda é o Brasil que tem 10% dos homicídios do mundo.
      Achei a Turquia muito fácil de viajar para uma mulher sozinha e muito muito linda. Espero que você curta muito!

      Curtir

  5. Achei seu post no dia internacional da mulher. Parabéns para você e obrigada para todas postando textos que mostram a força da mulher.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s