Bologna é, para muitos turistas que querem ver a Itália em uma semana, a parada do trem entre Florença e Veneza. Mas Bologna é uma cidade antiga e super interessante, e como se isso não bastasse, é a capital da região da Emilia-Romagna, que segundo alguns tem a melhor comida do mundo.

IMG_20150809_213848
Tagliatelle al ragù

O Presunto de Parma e o Parmiggiano Reggiano, o rei dos queijos, vêm da cidade vizinha de Parma, o Vinagre Balsâmico e o vinho Lambrusco, um espumante tinto, vem da vizinha Modena, a Mortadella vem de Bologna mesmo, e por isso em inglês se chama Bologna Sausage. E Bologna ainda tem outra linguiça famosa: o Cotechino.

parma
Fábrica de queijo em Parma. Crédito: wikipedia commons

A massa típica de Bologna é o Tortellini in brodo, massa recheada com prosciutto, carne de boi, carne de porco, mortadella, ovo e parmiggiano e depois preparada em um caldo de carne. Outra popular é o Tagliatelle al ragù, a versão original do prato que fez sucesso no mundo todo com o nome de espaguete a bolonhesa (e que na Itália não é jamais feito com espaguete e tem um molho mais seco, grudado na massa, veja mais no post sobre as oito comidas italianas que não existem na Itália). O Tortelli d’Erbette, típico em Parma e Modena, é recheado de ricota e ervas e servido com manteiga e parmiggiano.

IMG_20160123_215927

Algumas das tradições da Emilia-Romagna vão desafiar o seu conceito de comida italiana típica. Que tal provar um Pesto di Cavallo, um tartare feito com carne de cavalo crua, tipico de Parma? Ou desafiar a noção de que peixe cru é coisa de japonês, provando um Spaghetti ai Frutti del Mare Crudi, em Rimini? Ou ainda uma Zuppa di Rana, a sopa de rã tradicional de Ravenna?

IMG_20151205_205249
Prato de frios em Parma, na Osteria dello Zingaro

Além disso, Bologna foi um dos lugares importantes na criação do movimento Slow Food, que se opõe ao conceito de Fast Food. Eles lutam para preservar tradições culinárias locais, com uso de ingredientes sazonais e orgânicos, e promover as refeições em família, aproveitadas lentamente, como mais saudáveis e educativas. Parte do movimento Slow Food também é o fenômeno da comida 0 km, que foca no uso de ingredientes locais na preparação de pratos.
Então, quando estiver planejando uma viagem pela Itália, não deixe de visitar a Emilia-Romagna e provar a melhor comida do mundo.

 

Clique aqui para ler todos os posts com dicas sobre morar e estudar em Bologna.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s