Em 2011, eu decidi fazer meu primeiro intercâmbio, para estudar italiano por algumas semanas nas férias. Eu vi o curso oferecido em algumas agências de viagem, mas achei desnecessário, já que hoje é tão fácil procurar informações online e fazer as próprias reservas.

Eu me decidi primeiro pela cidade de Florença, porque era a cidade que eu mais tinha vontade de conhecer e por ter preços mais em conta do que Roma. Foi uma boa escolha, por ser uma cidade muito agradável para passar um tempo, com muitas opções de atrações e de day-trips para os fins de semana. Ficando aqui, você pode visitar facilmente Siena, San Gimignano, Pisa, Lucca, Volterra, Arezzo, Bologna e outras cidades.

estatua maneirista florença

Depois de muitas pesquisas, eu me decidi pelo Istituto Michelangelo, localizado na Via Ghibelina, bem perto da Santa Croce. O preço era bem em conta, e tinha muitas opções culturais: aulas de culinária, história da arte, desenho, escultura, sessões de cinema, jantares, excursões pelo centro e para cidades próximas. Essas opções de extras foram fundamentais para que eu me decidisse pelo curso.

IMG_20160207_171131

O alojamento em que eles me colocaram, em casa de família, era ótimo: oficialmente três quarteirões fora do centro histórico, o que significa que era perto de tudo, mas “longe” o bastante para ter uma atmosfera local, com restaurantes que não tinham menu em inglês e sorveterias fantásticas bem baratas. A minha “mãe” de intercâmbio ainda me ajudava com as viagens que fiz no fim de semana e corrigia minha gramática. Eu escolhi a casa de família para ter uma imersão maior, embora o curso tivesse outras opções de acomodação.

sinagoga florença
Minha casa era próxima a pouco visitada Sinagoga de Florença

O curso de italiano era organizado em exercícios de gramática e conversação, que sempre trazia discussões polêmicas e era excelente. O professor trazia material extra e era muito simpático. Eu achei que meu italiano melhorou bastante em apenas algumas semanas e me permitiu passar na prova da UFMG e fazer meu próximo intercâmbio em Bologna, alguns anos depois. Eu já entrei no nível avançado porque tinha estudado antes no Cenex, e dizem que não vale tanto a pena para iniciantes, mas acho que quem já fala uma língua latina pode progredir muito no italiano em pouco tempo.

As minhas aulas de italiano eram de manhã, e eu decidi fazer um curso de História da Arte de tarde, duas vezes por semana. Eles me deixaram fazer uma aula para ver se eu gostava, e eu me encantei com o formato de walking tours pela cidade. O professor sempre levava gravuras para nos mostrar os prédios como eram, e a gente frequentemente parava em uma rua ou entrava em uma loja para ver o melhor ângulo de um prédio, o que as pessoas no caminho achavam absolutamente normal.

palazzo della signoria estátua
Um dos lugares que visitamos foi a Loggia dei Lanzi, em frente ao Palazzo della Signoria

Se você precisa de um certificado, pode estudar nas duas Universidades para Estrangeiros mais reputadas da Itália, em Siena e Perugia. Elas são responsáveis pelos dois certificados de conhecimentos de italiano para estrangeiros, o CILS e o CELI. Se você não precisa de nada tão formal, existem vários cursos na maioria das cidades grandes.

loggia dei lanzi florença

Agora com o euro alto, um curso de férias pode ser uma boa opção para quem quer ir para fora e prefere não investir muito dinheiro. Você pode ficar na Itália até 90 dias sem necessidade de visto. Se você for estudar por mais de duas semanas, pode comprar uma passagem aérea de estudante, e não importa o tempo de estadia pode conseguir um seguro-saúde IB-2 de graça com o governo brasileiro (mas lembre-se que ele é um seguro saúde e não um seguro viagem). Coloquei essas dicas e algumas outras no meu post com dicas para o intercambista indo para a Itália.

Javali mercado novo
Não se esqueça de colocar uma moeda na boca do Porcellino do Mercado Novo, para garantir que você vai voltar para Florença

Clique aqui para ler todos os posts sobre Florença.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

7 comentários

  1. Que legal seu curso! Gostei de você ter colocado no final essa tradição para voltar, elas sempre são divertidas. Isso é um javali?

    Curtir

  2. Amei as fotos de Florença e a dica da escola. Tô pensando em ficar um mês em Florença estudando italiano. Você sabe de alguém que fez esse curso de culinária, se vale a pena?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s