Bergamo é dividida entre a Città Alta, mais rica e antiga, e a Città Bassa, onde você encontra a estação de trem. Chegando lá, peguei um funicular para a cidade alta, e me senti como se tivesse viajado no tempo. De lá cheguei direto via Gombito, que dizem existia desde a época romana, e está cheia de casas medievais.

Relógio cidade baixa Bergamo
Cidade baixa de Bergamo

Ela me levou à Piazza Vecchia, no coração da cidade alta, dominada pelo Palazzo della Ragione, a presença imponente de um palácio do século XII. Ele é famoso pela escada coberta na lateral. Do lado está a Torre Cívica, também do século XII. Dessa vez eu fiz algo que não costumo fazer e almocei bem na praça principal da cidade. É que tinha um café com bons preços oferecendo um prato típico, Casoncelli alla Bergamasca, massa recheada com linguiça, mortadella, parmiggiano, alho e salsinha, e feito na manteiga com sálvia, speck e parmiggiano. Maravilhoso. Lembrando para escrever aqui acho que vou até pegar a receita!

Casoncelli alla Bergamasca Bergamo Italia
Casoncelli alla Bargamasca

A biblioteca cívica não costuma chamar tanto a atenção, apesar da fachada de mármore branco. A fonte com os leões no centro da praça foi doada para a cidade em 1780.

Atravessando os arcos da praça, cheguei na Piazza del Duomo, onde além do Duomo encontra o Batistério, a Capela Colleoni e a Basilica di Santa Maria Maggiore.

Dessas, a Basilica é a mais antiga, no lugar de um antigo templo romano, e a Cappella é a mais nova, construída como mausoléu para o Condottiere Colleoni e sua amada filha Medea. 

Quando eu vejo um lugar em que o metal está desgastado, como o brasão na estátua acima, já imagino que deve ter alguma tradição de esfregar aquela estátua para boa sorte, ou para voltar para aquela cidade, ou dinheiro, ou algo assim. Depois confirmei que tinha mesmo.

Saindo da Piazza Vecchia, segui pela Via Colleoni, na qual edifícios medievais abrigam lojas, restaurantes e bares. Um lugar super agradável, em que dava para passar um bom tempo.

Seguindo essa rua, passei pela Piazza Mascheroni e pela fortificada Piazza Cittadella até chegar no Colle Aperto, a colina no fim da cidade antiga. Passando pela Porta Sant’Alessandro, um dos portões renascentistas da cidade, cheguei em La Marianna, a sorveteria famosa por ter inventado o sorvete de stracciatella.  Eu não tinha pedido sobremesa de propósito porque sabia que queria ir lá, e não decepcionou as expectativas. Peguei de stracciatella e de morango, um sabor de sorvete que eu detesto no Brasil mas amo quando é gelato.

Bergamo vista para a colina

Outra rua interessante na Città Alta é a via Rocca, famosa pelas casas medievais que ainda tem a “entrada dos mortos”. Esse nome tétrico veio da crença de que as portas secundárias eram usadas para carregar caixões, mas parece que o uso delas era bem mais cotidiano. No final da rua, cheguei em La Rocca, um museu do Risorgimento em uma torre do século XIV.

porta dos mortos bergamo
A porta dos mortos à direita

Lá perto em Via Porta Dipinta (literalmente rua da porta pintada) era onde ficavam os palácios das famílias importantes de Bérgamo, alguns ainda com traços dos afrescos do renascimento nas fachadas. Nessa rua, você pode visitar a Igreja de San Michele al Pozzo Bianco, que tem uma as pinturas mais importantes de Lorenzo Lotto, a Vida de Maria.

palacios afrescos bergamo

Quem vai a Bérgamo não pode deixar de pensar em Salvador, outra cidade em que a divisão entre cidade alta e cidade baixa não é uma questão só de geografia mas também de classe social. Em Bérgamo também a cidade alta é mais rica e bem preservada.
Bérgamo fica a uma hora de Milão, na região da Lombardia. É um ponto de entrada popular para quem vem para a Itália porque os vôos da Ryan Air para Milão chegam lá. Vale a pena passar algumas horas na cidade no caminho ou fazer um day-trip.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s