Essa praça medieval, lugar onde ficavam os mercados antigos, é uma das maiores atrações de Praga. Ela é dominada por duas grandes igrejas, a barroca São Nicolas e a gótica Nossa Senhora antes de Tyn, e pela Torre da Cidade Velha. Como qualquer lugar tão antigo, ela está ligada a várias curiosidades históricas e mitos. Esses são alguns que eu descobri andando pela cidade.

 

As histórias do Relógio Astronômico

IMG_20150117_171725 Relógio astronômico

O Relógio é conhecido em Praga simplesmente por Orloj, a palavra tcheca para Relógio. Ele é o mais antigo relógio astronômico ainda em funcionamento. Ele teria sido feito por  Mikuláš of Kadaň, um relojoeiro, e Jan Šindel, professor de astronomia na Univerzita Karlova, em 1410.

Uma das lendas do relógio diz que o relojoeiro responsável por ele teria sido cegado para que não pudesse repetir o feito – como você ouve em qualquer atração. Ele teria destruído o mecanismo por vingança, e ninguém teria sido capaz de consertá-lo por um século.

Depois da construção do relógio, as figuras em volta foram adicionadas. A primeira foi o esqueleto, como um memento mori, uma lembrança que o tempo passa, você morrerá e por isso deve agir de forma pia. As outras figuras mostram pecados que as pessoas deveriam evitar: a primeira se olha no espelho, representando a vaidade, a segunda carrega um saco de ouro, representando a ganância, e a terceira segura um instrumento musical, representando os prazeres terrenos (irônico que a música simbolize um pecado quando já se disse que Praga é música feita pedra). A segunda também pode ser interpretada como um judeu e a terceira como um cigano, porque racismo… Quando a Morte soa a hora, eles balançam as cabeças, sinalizando que não estão prontos para morrer.

Relógio astronômico praga detalhe

De hora em hora, as janela se abrem e as figuras dos apóstolos passam em cima do Relógio. Você nunca adivinharia pelo número de turistas que se aproximam para olhar o que acontece, mas essa é frequentemente votada em blogs e sites turísticos como uma das atrações mais decepcionantes do mundo, perdendo só para a Mona Lisa. Então, não perca seu tempo e vá achando que vai ser super divertido. Ao invés disso, vire sua câmera para o lado oposto e conte quantas pessoas parecem desapontadas e viram para família e amigos perguntando “isso é tudo??”.

Quer olhar as horas no Relógio? Olhe os numerais romanos. Os números arábicos indicam as horas do jeito tcheco antigo, ou seja, quantas horas desde o último pôr-do-sol.

 

A prefeitura

Vista da torre da cidade velha Praga 3Vista da torre da cidade velha Praga 2Vista da torre da cidade velha Praga

O prédio do relógio não tem só ele para oferecer. Por séculos, foi a prefeitura da cidade, e hoje existem tours que te levam pelas salas e capelas, terminando nos porões romanescos.

Também é um dos meus lugares preferidos em Praga para aproveitar a vista.

 

A história de Jan Hus e as defenestrações

Estátua de Jan Hus

A Estátua que se vê na Praça da Cidade Velha é de Jan Hus, um religioso que denunciou a corrupção do papado e promoveu idéias reformistas no século XV. Isso em um contexto de cisma na igreja em que o papa Gregório XII lutava com o antipapa João XXIII. Ele foi condenado e queimado vivo pela sua heresia.

As pessoas da Boemia, onde ele era muito popular, responderam se afastando ainda mais do que o papa pregava. Em um momento, uma multidão de hussitas enraivecidos jogou vários conselheiros da cidade pela janela, no que ficou conhecido como a Primeira Defenestração de Praga. Pois é, a história de Praga é tal que eles não tem apenas um evento conhecido como a Defenestração, então tiveram que adicionar que foi a primeira.

Na foto, da para ver o Palácio Kinský atrás da estátua. Ele é uma das sedes do Museu Nacional e da livraria Kafka, por ter sido onde ele frequentou um liceu de língua alemã.

 

Nossa Senhora Antes de Týn

Nossa senhora antes de Tyn Praga

Essa igreja foi construída na idade média como uma igreja Hussita, ou seja, seguindo os passos de Jan Hus, de quem falamos logo acima. Alguns guias até dizem qus os prédios na frente foram construídos pelos Habsburgos para esconder a vista da igreja, mas não é verdade, porque eles foram construídos na mesma época que ela.

Uma curiosidade é que Praga é cheia de igrejas medievais que receberam um facelift na forma de uma fachada barroca, e por isso tem um estilo diferente por fora e por dentro. Essa também, mas da forma oposta: a fachada é gótica, mas o interior é barroco.

Também é lá que está enterrado Tycho Brane, um grande astrônomo dinamarquês, que foi professor de Kepler.

O pátiozinho do lado é chamado de Tyn, e foi ele que deu o nome à Igreja. Ele é uma gracinha, e é também um dos muitos endereços de Kafka ao redor da cidade.

 

As execuções da Praça da Cidade Velha

Em frente à Torre da Cidade Velha, você vê outro monumento, vinte e sete cruzes brancas desenhadas no chão. Elas lembram os 27 homens executados pelos Habsburgos em outra revolta por motivos religiosos, em 1621.

Torre cidade velha

 

A igreja de São Nicolas

Vista da torre da cidade velha Praga 5

A outra igreja da praça é a grande igreja barroca dedicada a São Nicolas (não confunda com a igreja com o mesmo nome em Malá Strana). Hoje ela é considerado o centro do movimento hussita (de novo ele) em Praga.

Quando eu estava lá, ela estava em reformas, mas ainda dava para ouvir concertos do lado de dentro.

 

Casas

As casas ao redor da praça são todas antigas, e vem de antes do sistema de numeração de prédios chegar a Praga. Por isso, a maioria era conhecidos por apelidos, dados por causa de algum detalhe da arquitetura ou da decoração.

Préio com afrescos Praga 2

Uma das casas mais famosas é chamada de casa da cegonha, e tem pinturas de São Venceslau, patrono do país, e dos três reis magos.

Prédio com afrescos Praga

A casa à direita é parte do complexo de casas da prefeitura e também foi um dos lugares onde Kafka viveu com seus pais. A casa é decorada com um sgraffito que mostra cenas da bíblia e lendas do renascimento.

Jan Hus, Palácio Kinsky, Casa de Pedra e Nossa senhora antes de Týn - Praga - praça cidade velha

Entre os já mencionados Palácio Kinský e a igreja de Nossa senhora antes de Týn fica um dos prédios medievais mais interessantes da cidade, a Casa do Sino de Pedra. E dá para entrar, porque ela também abriga exposições da Galeria Nacional.

 

É claro que com uma praça tão antiga, as curiosidades nunca terminam. Vários dos prédios da praça são tombados pelo governo tcheco por seu valor histórico ou arquitetônico. A praça é um lugar que sempre vale a pena explorar. Você também encontra várias atrações, como bandas de jazz aqui.

 

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já estudei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga, Moscou e Petersburgo e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s