Na hora de escolher uma mochila para viajar, a maioria dos mochileiros opta por mochilas de alpinismo. As nesse estilo:

backpack
Crédito: wikipedia commons

Eu entendo o motivo, já que há alguns anos elas eram praticamente a única opção, mas hoje em dia acho que existem mochilas bem mais práticas para viajantes urbanos.

Quais são as diferenças entre uma mochila pensada para viagem e uma pensada para fazer hiking?

  • Com a maioria das mochilas de hiking, o acesso é complicado, já que é feito só pelo topo. As mochilas de viagem abrem com zíper completamente como malas de rodinhas, o acesso de panel, dando um acesso mais fácil a tudo que você trouxe.
  • Além disso, mochilas de alpinismo frequentemente fecham por um cordão, o que torna impossível fechá-las com cadeados. Mochilas de viagem costumam ter zíperes especiais para serem fechadas com um cadeado.
  • Mochilas de alpinismo são terríveis se você precisa despachá-las. Todas as cordas externas, que são usadas para o equipamento necessário para fazer hiking, podem ficar presas na esteira e arruinar sua mochila. Ter uma capa é essencial. Além do que elas costumam ser muito grandes para levar como carry-on. As mochilas de viagem são pensadas para poderem ser levadas como carry-on mesmo nas companhias low-cost. Além disso, muitas tem um zíper que as transforma em mala, guardando as alças.
  • Mochilas de alpinismo são definitivamente melhores se você precisar carregá-las por muito tempo. Mochilas de viagem foram pensadas para quem precisa carregá-las por no máximo uma hora de cada vez. Algumas nem tem barrigueira, o que eu acho essencial.
  • As mochilas de alpinismo também costumam ser mais estreitas, então são sem dúvida melhores para trilhas, enquanto as mochilas de viagem são melhores para o viajante urbano.
  • Mochilas de viagem são pensadas para o viajante moderno, com compartimento para laptop e compartimento para líquidos, para facilitar passar pela segurança em aeroportos.

Eu tô pesquisando sobre essas mochilas mais modernas, pensadas por viajantes que se impressionavam com a dificuldade de encontrar mochilas que atendam ao que os nós mais precisamos. Algo adaptado a quem viaja para cidades, de low cost, com laptop. Desde já coloco o grande problema dessas mochilas: a maioria é quase impossível de se encontrar no Brasil. Mas para quem tá pretendendo um mochilão nesse estilo, pode valer a pena viajar com uma mala velha e jogar fora quando for comprar um novo, e ter algo que se adeque a seu estilo de viagem.

Essas são algumas das mochilas novas que tem feito sucesso:

 

Minaal

minaal

A Minaal é conhecida pelo design elegante, mas é a mais cara da lista. Se você consegue viajar com menos e quer uma mochila mais minimalista, essa é uma ótica opção. A Minaal começou como uma Kickstarter e logo arrecadou 11 vezes o valor pedido e esgotou a mochila. Agora eles estão lançando a versão 2.0. Clique aqui para ver o site oficial.

Os acessórios são muito bem falados nos reviews, inclusive os packing cubes, que encaixam direitinho na mochila, barrigueira, necessaire para cabos e uma embalagem para camisas para que elas cheguem sem amarrotar. Junte isso ao fato que as alças da mochila podem ser escondida e ela pode ser usada como mala de ombro, e ela é perfeita para quem quer mochilar e usar como mala para viagem para trabalho.

Ela é feita de bons materiais, e parece boa ao toque, além de ter compartimentos para os eletrônicos e líquidos. Ela também tem uma capa de chuva embutida.

Os fabricantes da Minaal são contra medir mochilas com litragem, já que não existe um padrão e é fácil achar mochilas de 30 litros em que cabe bem mais do que em uma de 40 litros (cabe bem mais na minha Minaal do que na Sirrus 36 litros da minha amiga, embora quem fez review ache que a Minaal tem em torno de 35 l). Se você quer saber o quanto realmente cabe na mochila, olhe esta playlist com reviews.

O valor da mochila é 299 dólares.

Eu me decidi pela Minaal, então clique aqui se quiser ler meu review.

 

 Tortuga

tortuga

Feita por viajantes frequentes para vajantes frequentes, a Tortuga é uma mochila que parece pensada até o menor detalhe. Ela é de um tamanho ideal para levar como carry-on, e ainda cabe tudo que você precisa. A barrigueira tem dois bolsos, para que coisas como passaporte e celular fiquem sempre acessíveis. Eles também tem bolsos especiais para laptop e líquidos. Eles tem um set com 3 packing cubs que são feitos para caber na mochila, e você pode comprar separadamente. Ela tem 44 litros.

O grande problema da Tortuga é que ela pode ser grande demais para gente mais baixa, minimalistas, algumas companhias na Europa e sudeste da Ásia. Olhe no site como medir o seu torso antes de comprar uma!

Edit: a Tortuga ouviu as críticas e sugestões e agora o site tem vários modelos diferentes para escolher. Existe uma nova versão da mochila da foto, de 45L, uma versão de 35L para os baixinhos e/ou minimalistas, e uma versão menos quadradona para os viajantes urbanos que tá saindo em breve, além de sacolas de viagem. Clique aqui para ver mais no site oficial.

O valor da mochila é 299 dólares (45 L) ou 269 dólares (35L).

 

Osprey Fairpont:

osprey

Uma marca tradicional, a Osprey tem um bom número de mochilas para serem levadas como Carry On. Clique aqui para vê-las no site original. A mais celebrada delas é a Fairpoint, que pode ser levada assim nos tamanhos de 40 L ou 55L. A versão de 55L é basicamente a de 40 com uma mochila de ataque, aquela para ser usada durante o dia, acoplada. Ela fica assim alguns centímetros maior que o tamanho permitido de Carry on. Muita gente viaja assim, mas corre o risco de mandarem despachar, então se você não quer correr riscos, compre a de 40 ou viaje sem a de ataque. Os modelos tem tamanhos de costas diferentes, então você pode comprar um que se adequa bem à sua altura.

O grande problema é que o compartimento para laptops não fica junto às costas, o que pode fazer com que ela pareça mais pesada.

O valor da mochila é em torno de 130 dólares.

 

Kelty Redwing

kelty

A Kelty Redwing é uma das mochilas de viagens mais vendidas, por ser uma mochila leve, bem acabada e de preço relativamente baixo. A Flyway é bem semelhante, com algumas pequenas diferenças para torná-la mais rápida para passar pelo aeroporto. A Flyway vem em versão 43 Litros enquanto a Redwing vem em versões de 44 e 50L. Coloquei a Redwing aqui porque tem versão feminina, com 40 litros. As mochilas femininas, para quem não conhece, são as que são feitas para se encaixarem especialmente no corpo da mulher, pesando mais onde nós somos mais fortes, com alças mais finas e torso menor. Eu acho a diferença de conforto enorme! A Kelty é confiável, mas cuidado com marcas baratinhas, porque aí mochila feminina pode significar apenas que ela vem em rosa. Clique aqui para ver o site oficial.

O valor da mochila é 150 dólares (50L) 129 dólares (44 L) ou 125 dólares (40L).

 

Rick Steeves

rick-steves

Rick Steeves é um viajante e autor de guias de viagem. Sem encontrar a mochila ideal para viajar, ele desenhou a própria. Clique aqui para vê-la, assim como outras opções, no site oficial. Ele a chama de mochila/mala conversivel por abrir como uma mala e pela opção de guardar as alças e barrigueira e carregá-la como uma mala (o que também é muito conveniente se você quer despachá-la).

A versão mais nova tem um compartimento para laptop. O tamanho dela é de 40 litros.

O valor da mochila é 100 dólares.

 

PaktOne

A Pakt One na verdade não é uma mochila, mas aqui não temos preconceitos, haha. Ela é uma mala de viagens baseada na clássica mala feita por Malcolm Fontier, com alguns ajustes para o viajante moderno que quer passar rapido pelo aeroporto.

É uma mala pensada nos mínimos detalhes e ótima para quem não quer ficar muito com cara de mochileiro.

O grande problema da One Pakt é que ela não existe ainda. A proposta está em uma campanha, e quem pagar agora vai receber as primeiras mochilas no meio de 2018. Se a sua mala ainda aguenta um pouco, acho que vale a pena esperar por ela. Clique aqui para ver todos os detalhes no site oficial.

A proposta dos criadores dela é minimalista e anti-consumista, então eles pedem: se você não precisa de uma mala nova, não corra para comprar uma só porque ela é legal.

 

Malas-mochilas conversíveis

Eu tenho uma conversível também, uma Nature et Découverte de 50 litros. Não coloco o link porque não achei, não sei se ainda vendem. Acho que para esse tipo de viagem mais urbana, ela une o melhor dos dois mundos. Ela não é muito confortável como mochila, e foi pensada mesmo para quem usa mais como mala de rodinha e só coloca nas costas para subir uns lances de escada ou atravessar umas calçadas irregulares. Mas serve bem para os dois propósitos. Ela é um pouco grande demais para levar como bagagem de mão, por isso to procurando outra para isso.

Foi ela que usei na maioria das minhas viagens, inclusive (junto com uma sacola de viagem) no meu intercâmbio de um semestre na Itália.

wp-1449846391718.jpg

Clique aqui para ler: Como fazer mala para um intercâmbio de seis meses.

O que você achou das mochilas, vale a pena investir em uma dessas, ou você prefere ficar com uma mais tradicional mesmo?

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já estudei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga, Moscou e Petersburgo e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

4 comentários

  1. Oi, eu vi o comparador no site da Tortuga entre a mochila deles e a Minaal e tô pensando qual das duas escolho. O que você acha?

    Curtir

    1. Oi, Clara, tudo bom?
      Eu também vi esse comparador da Tortuga, mas sinceramente não achei que fez muito sentido. Várias das críticas que eles fazem são coisas que eles incorporaram na mochila depois, como o tamanho (agora a Tortuga tem uma mochila de 35l), e o preço (ela ficou mais cara). Eles reclamam que a Minaal é menor que precisava para o tamanho de carry on nos EUA, mas uma das maiores críticas que faziam a Tortuga era justamente que ela era grande demais para as low cost europeias.
      Eles também colocaram mais curvas na mochila, mesmo reclamando sobre isso na Minaal, porque muita gente reclamava que ela era quadradona, e tiraram muitas das fitas do lado de fora.
      Sem falar que achei rude a forma como eles escreveram, haha.
      No final, escolhi a Minaal porque achei que ela seria ideal para o meu estilo de viagem. Tô apaixonada e sou parcial por ela ; ). Mas tenho certeza que as duas funcionam bem para viagens, e vale olhar vários reviews para ver qual vai combinar melhor com seu estilo de viajar.

      Curtir

      1. Obrigada!
        Sempre ouço falar das duas como as melhores para nômades digitais, por isso são minhas escolhas, e queria saber mais sobre cada uma.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s