Eu coloquei Viena no meu roteiro de cidades que queria visitar por causa de Gustav Klimt, de quem já falei aqui, e de dois filmes que se passam lá: O Terceiro Homem e Antes do Amanhecer.

Os dois filmes tem cenas na roda-gigante do Prater, um parque de diversão, então era um lugar que eu tinha que conhecer na cidade.

img_20161123_182816

img_20150816_000425

No primeiro filme, O Terceiro Homem, a roda gigante é onde Holly Martins, o personagem principal, encontra o personagem de Orson Welles, sobre o qual vou manter o mistério para encorajar todo mundo a ver o filme. Eles tem uma conversa memorável, cuja última fala é “Você sabe o que dizem – na Itália, por trinta anos sob os Borgia, eles tiveram guerra, terror, assassinato e derramamento de sangue, mas eles produziram Michelangelo, Da Vinci e o Renascimento. Na Suíça, eles tiveram amor fraternal, quinhentos anos de democracia e paz e o que eles inventaram? O relógio cuco.”

Orson Welles depois disse que em uma viagem para a Suíça eles muito educadamente o informaram que o relógio cuco foi inventado na Bavária.

Um dos motivos pelos quais eu amo esse filme, além de ser um dos melhores filmes noir de todos os tempos, foi que aprendi sobre Viena. Eu não sabia que ela tinha sido dividida em quatro áreas de influência, uma inglesa, uma francesa, uma soviética e uma americana. O filme se passa nessa Viena destruída, invadida e dividida, em que as quatro potências compartilham os deveres de policiamento.

No segundo filme, Antes do Amanhecer, a Roda Gigante é a cena do primeiro beijo entre Jesse e Céline. A escolha não é coincidência, já que Linklater é um grande fã de Orson Welles. Eles também passam pela porta onde o grande diretor fez sua primeira aparição em O Terceiro Homem. Eu costumo odiar romances, tanto no cinema quanto na literatura, talvez porque tantos deles sejam melosos e baseados em estereótipos. Mas alguns me fascinam, e a trilogia dos Antes do Linklater é um deles.

Não consegui ir em todos os lugares que queria de Antes do Amanhecer, embora eu tenha chegado na mesma estação de trem do que eles. Fez falta especialmente o pequeno cemitério que eles visitam nas margens do Danúbio. Mas consegui ir ao canal onde o poeta escreve uma ode ao milkshake, e passei em frente ao lugar onde eles joga pinball e conversam sobre seus ex.

Quanto ao Prater, foi uma surpresa. Eu sabia que era um parque de diversões e da roda gigante, mas não esperava a quantidade de atrações bem diferentes e meio radicais. Tem várias montanhas russas, estilingues humanos, swing rides, etc. Dizem que não é para ir de noite, mas foi quando eu fui, com duas meninas do meu albergue, e foi ótimo. Estava lotado de gente, conseguimos comer e ir em alguns brinquedos.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

2 comentários

  1. Amo a trilogia dos Antes! Vi O Terceiro Homem por causa da recomendação aqui, porque gostei da cena no youtube e porque vi que Antes do Amanhecer faz referência a ele. Gostei muito! Agora quero andar na roda gigante.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s