O filme escolhido para a Irlanda do Norte é o Hunger, do Steve McQueen. O filme foi premiado com a Camera D’Or em Cannes. Ele fala sobre um período complicado da história da Irlanda do Norte, apropriadamente conhecido como The Troubles. Ele foca no período  em que prisioneiros do IRA tiveram seu estatuto como prisioneiros políticos revogados, e começaram a ser tratados como criminosos comuns.

A história começa com um panelaço, cujo som logo se torna insuportável. Vemos então a chegada de Davey Gillen (Brian Milligan) em uma prisão na Irlanda do Norte. Ele é um membro do IRA, e conhecido como um prisioneiro não-conformista pela sua recusa de usar o uniforme da prisão. Ele é colocado nu em uma cela, que ele divide com Gerry Campbell (Liam McMahon), outro não-conformista que sujou as paredes com fezes como parte do “protesto sujo”. Depois que vários prisioneiros do IRA foram atacados ao sair para usar o banheiro ou tomar banho, eles começaram a se recusar a sair das celas, e a deixá-las sujas, deixar o cabelo e a  barba crescerem.

Depois, vieram as greves de fome, a primeira em 1980 e a segunda em 1981. Durante a segunda, um dos participantes da greve, Bobby Sands (Michael Fassbender), foi eleito membro do parlamento, atraindo atenção do mundo inteiro para o protesto.

O filme é menos sobre os problemas da Irlanda do Norte do que sobre as condições degradantes da prisão. É claro que você vai aprender muito sobre a situação específica dos membros do IRA e da Irlanda do Norte, mas muitos dos problemas mostrados são mais universais que imaginamos. Segundo o diretor, fala de eventos dos anos 80, mas podemos usá-lo para pensar em Guantanamo ou Abu Ghraib.

O filme tem pouco diálogo, o que ressalta dois momentos: a conversa de Bobby Sands com um padre sobre a futilidade da greve de fome e um médico explicando detalhadamente à sua família o efeito da fome no corpo de Sands.

A conversa em especial foi um momento marcante. É uma cena de quase 20 minutos, praticamente estática, mas que vai tão fundo no personagem que não podemos tirar os olhos dele.

O filme tem um contraste grande entre o barulho do início e o silêncio que toma conta do último terço, enquanto vemos Sands sofrendo os efeitos da fome. Fassbender perdeu mais de vinte quilos para essa parte do filme.

A greve resultou em um aumento nas adesões ao IRA, e o Sinn Féin, partido republicano, tornar-se um partido popular nas duas Irlandas. Hoje, comemorações existem na Irlanda para cada um dos dez homens que morreram durante a greve.

Escrito por Julia Boechat

Estudante de história. Já morei em Bologna, fiz trabalho voluntário em Praga e viajo sempre que posso. Sou viciada em livros e filmes e estou tentando ler/ver um de cada país do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s